Música, educação e afins

Música é um fenômeno social, que pode nos aproximar de determinadas pessoas e nos afastar de outras. Isto porque usamos música para compartilhar sensações e emoções, para transmitir valores e ideais com os quais nos identificamos. Deste modo, nem sempre é gratuito gostar (ou não) de determinada música, estilo, ou gênero musical; nosso gosto musical por muitas vezes tem origem, direta ou indiretamente, consciente ou inconscientemente, nas relações sociais que estabelecemos (ou que os outros estabelecem conosco).

O que são sustenidos e bemóis?

Sustenido e Bemol são como sobrenomes ou segundos nomes que damos à algumas notas para diferenciá-las de outras que tem o mesmo nome. Imagine dois indivíduos, João e João Gabriel, que apesar de terem o mesmo nome são pessoas diferentes.

Em nossa cultura ("ocidental") costumamos fazer música com 12 notas, e não apenas com as 7 da escala natural (Do, Re, Mi, Fa, Sol, La e Si). As outras 5 tem o mesmo nome de algumas destas sete porém acompanhadas dos símbolos # (de sustenido) ou b (de bemol), dependendo da ocasião.

Mas onde estão de fato estes sustenidos e bemóis? Estão "entre" algumas das 7 naturais. No piano, por exemplo, tecla preta que está logo após o Do é chamada de Do#, a que está logo após o Re é chamada de Re#, e assim por diante. Veja:


As 12 notas postas em ordem crescente de altura (da mais grave para a mais aguda) produzem o que chamamos de escala cromática. Veja:

Do - Do# - Re - Re# - Mi - Fa - Fa# - Sol - Sol# - La - La# - Si

E os bemóis? Estão nos mesmos lugares que os sustenidos. Na verdade, são as mesmas notas, os mesmos sons, apenas com nomes diferentes. A tecla preta que está logo antes do Si é chamada de Sib, a que está logo antes do La é chamada de Lab, e assim por diante. Veja:


Novamente, pondo-as em ordem, obtemos o seguinte:

Do - Reb - Re - Mib - Mi - Fa - Solb - Sol - Lab - La - Sib - Si

Mas afinal como devo chamar a nota que está entre o Fa e o Sol, por exemplo: Fa# ou Solb? Depende. Todas as notas musicais possuem dois ou mais nomes, um para cada ocasião. É como alguém que em casa é chamado pelo nome, mas na escola ou no trabalho é chamado pelo apelido. Em música, estas ocasiões são chamadas de tonalidades... mas isto já é uma outra história.

Agora ouça e compare as escalas natural (7 notas + 8ª) e cromática (12 notas + 8ª) ao som de uma flauta transversal. Repare como as notas da escala cromática são "próximas" umas das outras do que as da escala natural:





Sustenidos e Bemóis em outros instrumentos

No violão os sustenidos estarão uma casa "abaixo" das notas naturais (em direção ao bojo) e os bemóis uma casa "acima" (em direção às tarrachas). Se o La da corda 3, por exemplo, está na casa 2, o La# estará na casa seguinte (casa 3) e o Lab estará na casa anterior (casa 1). Veja:


Lembrando que todos os sustenidos podem ser chamados com outro nome dependendo da ocasião, o La# também pode ser chamado de Sib, já que está uma casa acima do Si, assim como o Lab também pode ser chamado de Sol# por estar uma casa abaixo do Sol, que é obtido tocando esta corda solta. Veja:



Se as teclas do piano possuem a melhor configuração visual para compreendermos onde se encontram os sustenidos e bemóis de cada nota, as casas do violão, por sua vez, fornecem uma melhor compreensão sobre a distância entre as notas musicais. A distância entre quaisquer duas casas consecutivas no violão é de meio tom (semitom).

É que, assim como medimos o espaço em metros, tempo em horas e temperatura em graus, a "distância" entre as notas musicais também pode ser medida. E meio tom é justamente a distância entre quaisquer duas notas consecutivas da escala cromática (aquela que possui todas as 12 notas ordenadas por altura).

Um outro instrumento que tem uma maneira bem diferente de produzir os sustenidos e bemóis é a harmônica cromática. Na harmônica cromática os furos, ora soprados, ora aspirados, produzem as notas naturais. Com a chave pressionada todas as notas, sopradas ou aspiradas, ficam meio tom mais agudas, produzindo os sustenidos que precisarmos. Veja:

 

Mas onde mesmo ficam os bemóis na harmônica cromática? Não esqueça que os bemóis estão nos mesmos lugares que os sustenidos. Ou melhor, são as mesmas notas, os mesmos sons, porém com nomes diferentes. Então para produzir um Solb, é só lembrar que ele está no mesmo lugar do Fa#, aspirando os furos 2, 6 ou 10 com a chave pressionada.

 

Concluindo, o mais importante neste momento é memorizar que, na nossa cultura, Do# e Reb tem o mesmo som, assim como Re# e Mib, Fa# e Solb, Sol# e Lab, e por fim La# e Sib. Com isso em mente você será mais capaz de encontrar todos os sustenidos e bemóis em quaisquer outros instrumentos musicais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário